Túmulo de Mateus da Cunha


Dois túmulos existentes na parede e no pavimento da capela-mor da igreja de Pombeiro da Beira

Na Igreja de Pombeiro rasga-se à direita da capela-mor um arco com um túmulo que pertence a Mateus da Cunha, sétimo senhor de Pombeiro.

O estilo inscreve-se no primeiro quartel do século XVI, manuelino, obra possivelmente de Diogo Pires-o-Moço.

Na tampa da arca estende-se a estátua que o representa armado, mas com a cabeça descoberta. Cinco leões sustentam o túmulo.

Um anjo segura uma fita onde se lê: “Aqui jaz o muito esforçado e estimado s(e)n(h)or mateus da cunha s(enh)or q(ue) foi desta vila e tera de po(m)beiro o qual nosso s(e)n(h)or tenha na sua santa groria ame(n)”

No pavimento, junto ao túmulo, foi colocada uma campa, com o brasão dos Cunha com a seguinte inscrição: “Aqui yaz …ao da Cunha prior que foi de S Martinho de Sãoguinheda Faleceu aos 7 de Mayo de 1564”

Os dois túmulos foram classificados como Imóvel de Interesse Público pelo Decreto n.º 33 587, DG, I Série, n.º 63, de 27-03-1944