Percurso Preto – CBTT da Serra do Açor

Distância:
86,2 KM
Duração:
4H15min a 7H45min

Percurso temporariamente fechado

No início, com o percurso com o percurso verde, azul e vermelho, segue-se nas ruas de Coja, a Ponte Romana e o Parque do Vale, entrando nos pisos de terra batida, pelo Aeródromo e a zona das antigas indústrias cerâmicas, onde abandona o percurso verde, prosseguindo ao longo do vale do Rio Alva, em direção à ponte em Barril de Alva e a Vila Cova de Alva. Atravessadas as ruas seculares segue-se, em direção a este (E) e depois para sul (S), ao longo do vale da Ribeira do Porto de Avô, subindo-o em direção a Anceriz e descendo posteriormente para Portelinha e Pomares. Aqui é iniciada a subida da serra em direção ao alto do Carvalhal, entre as cotas de 500m e os 600m. No final da subida é feita a separação do percurso vermelho pelo lado sudeste (SE), para o cabeço da Chama e depois ao longo da vertente para Moura da Serra. Nesta localidade é reiniciada a subida da Serra do Açor, pelo caminho antigo para Mourisia e para a “Encosta de Amieira”. No topo encontra-se a estrada real e desce-se, em pisos de xisto, por vezes muito duros, até à Casa do Guarda Florestal. Aqui é possível optar pela ligação ao percurso vermelho, reduzindo a distância e o nível de dificuldade física. Continuando o percurso preto, segue-se até Parrozelos e Porto Castanheiro, por antigos caminhos em xisto nos socalcos e depois em caminhos florestais até à pitoresca localidade de Água d’Alte, onde inicia uma nova subida, em direção a Selada das Eiras. Deste local avista-se o próximo desafio, o Posto de Vigia do Cabeço de Monte Redondo. Junto ao posto é iniciada a longa, rápida e técnica descida em trilhos single track, passando em “Deguimbra de Cima”, “Pêra Afonso”, até à Ribeira de Folques, curso de água que o percurso acompanha até Arganil, passando pela Quinta do Mosteiro, Folques, Valbona e os carvalhais do Mont’Alto. A passagem em Arganil é feita sempre ao longo da Ribeira de Folques e depois pelo longo trilho do Rio Alva até à praia fluvial em Secarias. Aqui é abandonado o trilho e sobe-se para cotas mais elevadas num encadeado de caminhos florestais em direção a Machorro, e depois Coja, onde ao chegar reencontra os percursos azul e vermelho, até ao Centro de BTT.